Toda empresa seja do segmento têxtil, calçadista, automotivo, peças, ferramentas, química ou petroquímica tem sua carga fracionada que nada mais é do que porções individuais de um produto separadas em caixas menores.

Imagine que você é um empresa do setor calçadista que produz cerca de 400 mil pares de calçados por mês e desses 30 mil pares serão enviados a um distribuidor no estado do espírito santo.

É aqui que entra a carga fracionada no segmento logístico, para transportar uma quantidade tão grande de calçados seria impossível colocar todos em uma unica caixa, dessa forma os pares de calçados são distribuídos em frações menores por exemplo distribuídos de 10 em 10 pares até fechar 3 mil caixas totalizando os 30 mil pares.

Transformamos agora os 30 mil pares de calçados em apenas 3 mil caixas que são fáceis de serem manipuladas e que serão transportadas até o estado do espírito santo pela Alfa Transportes.

Vamos imaginar uma segunda situação  de carga fracionada, agora no segmento de fios elétricos. Seria difícil transportar uma ou duas toneladas em uma bobina com fios de cobre, mas agora se essas bobinas forem menores por exemplo 20 bobinas com 50 kg cada uma, teremos uma tonelada com fios de cobre e que podem ser facilmente transportadas. 

Um último exemplo do ramo têxtil, a sua empresa produz por mês uma quantia de 800 mil peças mensais que são distribuídas nos estados do RS – Rio grande do sul, SC – Santa Catarina, PR – Paraná e MG – Minas Gerais. Essas 800 mil peças são fracionadas em 5000 caixas. 

Nesse formato agora cada caixa tem 160 peças totalizando as 800 mil unidades. A distribuição dessa carga fracionada para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal ficaram muito mais eficientes tornando a logística de cargas fracionadas hoje uma das modalidades mais eficientes do mercado.

 

Recebe nossas novidades

Recebe nossas novidades

Tudo sobre o mundo do transporte no seu e-mail.

Obrigado por se inscrever